Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bem me quer

Bem me quer

Seg | 27.03.17

O mundo em que vivemos hoje em dia

  Ao longo do tempo temos assistido na primeira fila a situações horríveis e estamos tão ocupados com o nosso próprio umbigo que nos esquecemos que somos todos humanos, que somos uma união de povos embora com costumes e ideias diferentes, mas todos somos portadores de dignidade, respeito, solidariedade. Os anos vão passando, a guerra continua, a morte de civis cresce dia para dia, crianças a serem usadas como escravas é uma constante, o número de pessoas que prefere arriscar a vida num barco sem saber se chega ao destino final é a toda a hora e nós?! nós estamos mais preocupados se podemos ir ao sushi esta semana, ou comprar aquele casaco que tanto queremos. Estamos mais preocupados em comprar um carro, uns ténis ou ir viajar e conhecer novos países, baixando a cabeça quando vimos um mendigo na rua ou alguém a gritar por socorro em silêncio.
  São Constantes as mães que não pedem ajuda á segurança social com o medo que lhe batam à porta durante a noite para lhes tirar os seus filhos. Filhos esses que são “dados” a famílias com posses é tudo feito debaixo dos nossos narizes, mas mais uma vez não reparamos porque estamos mais preocupados com a rede social. Existem tantas crianças para serem adoptadas e o sistema obriga essas mesmas crianças a estarem anos no sistema ou porque o processo de adopção demora anos a fio ou porque simplesmente dá jeito á instituição manter la a criança, pois recebe mais uns quantos euros por ela.
  O mundo assusta-me , a falta de humanidade que cada vez é mais assente neste mundo de hipocrisia. São instituições que lucram milhões mantendo crianças sem família, são lares que mal tratam idosos e deficientes só porque sim. Existe a instituição Cáritas que pertence á igreja Católica, que têm milhões no banco e o seu património esta avaliado em milhões também. E agora pergunto, onde esta o dinheiro para ajudar quem mais precisa? Onde esta a palavra , a dignidade, o respeito pelo próximo onde a igreja tanto apela aos seus crentes?! Dizem que fazem em nome de DEUS… que deus?! O deles? Como é que é possível existir pessoas que conseguem ser tão más, tão fechadas no seu umbigo mas depois em público dizem que ajudam todos os que precisam?! Quando é que nos vamos comportar como comunidade? Quando é que vamos ajudar efectivamente quem precisa? Quando é que uma guerra de interesses políticos e económicos vão deixar de ser mais importantes do que uma vida humana?

3 comentários

Comentar post