Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bem me quer

Bem me quer

Seg | 29.01.18

O mar

images.jpg

 


Quando olhamos o mar por 5 segundos ficamos mais calmos. É como fosse um calmante natural. Talvez seja pelo seu movimento, pelo o som que faz quando bate nas rochas ou na areia.
 Só o seu som, a sua vida bastante movimentada, faz-nos pensar em tudo em que habita nele. A quantidade de peixes e a sua variedade, as algas, os corais, as conchas que vêm por alguma razão parar a terra e dentro dela conseguimos ouvir a vida debaixo do mar.
 Cada mar tem a sua temperatura, tem um rio que desagua, tem os seus segredos, os seus navios afundados com muitas histórias para contra. O navio afundado torna-se propriedade do mar, as algas crescem e milhares de famílias fazem dele sua casa.

O mar acalma, mas também transmite respeito e medo ao mesmo tempo. Respeito por conseguir grandes feitos em meros segundos, medo porque tem uma força bruta e leva consigo tudo o que tiver no seu caminho.
 O mar é tao vasto, tão completo e tão misterioso ao mesmo tempo… O simples gesto de olhar o mar, faz-nos pensar em tanta coisa da nossa vida, faz com que falemos sozinhos na nossa cabeça, que tenhamos monólogos extensos de perguntas e respostas. Faz com que peçamos ajuda, desejos, que partilhemos com ele conquistas que são segredos para o mundo.
 Há quem atire flores ao mar para relembrar alguém, há quem deite uma aliança ao mar, uma memória do passado que quer que seja guardada na sua profundeza onde ninguém a vai encontrar.

O mar guarda tudo…